Notícias

19/04/2019 15:06

COOPERATIVA PAULISTA DE DANÇA E CENTRO CULTURAL SÃO PAULO PROMOVEM AÇÕES EM COMEMORAÇÃO AO DIA INTERNACIONAL DA DANÇA

Como parte da programação em comemoração ao Dia Internacional da Dança, celebrado no dia 29 de abril, a Cooperativa Paulista de Dança e o Centro Cultural São Paulo promovem parceria na realização de ações conjugadas.

Entre os dias 24 e 27/04, o Centro Cultural São Paulo preparou a programação “Toda aquela Dança”. Trata-se de olhar e refletir sobre uma parte importante da história da dança paulista realizada no Centro Cultural São Paulo e rever esse caminho através da coleção de dança do Arquivo Multimeios e da participação de criadores, cujas trajetórias se fundem com a história do próprio CCSP.

 

No dia 28/04, a Cooperativa Paulista de Dança assume a programação, promovendo discussões com a classe da dança, sobre formas e estratégias de cooperação cultural e, modos e produção e criação cênica frente à atual conjuntura política e econômica.

 

No dia 29, Dia Internacional da Dança ou Dia Mundial da Dança, data criada em 1982 pelo Conselho Internacional da Dança (CID), da UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), a Cooperativa Paulista de Dança promove o Ato da Dança às 19h na Sala Sérgio Vieira de Mello da Câmara Municipal de Vereadores do Município de São Paulo.

 

Veja a programação completa abaixo:

 

TODA AQUELA DANÇA – Centro Cultural São Paulo

24 de abril das 19h30 às 22h

- Conversa "Dança e Memória" com Christine Greiner (professora livre-docente em Comunicação e Artes pela PUC-SP, pesquisadora e escritora)

O objetivo é pensar coletivamente como a dança lida com a memória a partir de 3 perspectivas: quando se refere explicitamente a uma obra, a um treinamento ou ao legado de um artista, quando explicita a memória do (próprio) corpo; e quando testa o que se tem chamado de reenactement de questões, imagens e movimentos que insistem.

- Depoimento e apresentação com Eduardo Fukushima (coreógrafo, dançarino e professor formado em Comunicação das Artes do Corpo pela PUC-SP)

Em 2017, Fukushima foi convidado pelo Centro Cultural São Paulo para criar uma homenagem em dança para Denilto Gomes, importante dançarino paulista que faleceu nos anos 90. A apresentação vem para compartilhar o processo de criação de Oxóssi para/com Denilto Gomes, o encontro desses dois artistas de gerações diferentes, assim como o encontro de Fukushima com o acervo multimeios do CCSP, onde realizou a pesquisa. A partir do vídeo Oxóssi de Denilto Gomes, Fukushima cria sua própria representação de Oxóssi. Nessa noite assistiremos um trecho desse trabalho.

 

25 de abril das 19h30 às 22h

- Apresentação da coleção de Dança do Arquivo Multimeios do CCSP, pelas pesquisadoras Cristina Coelho, Marta Paolicchi e Renata Xavier

Revisitar a história desde o contexto inicial quando o acervo foi criado pelo IDART - Departamento de Informações e Documentações Artísticas até a apresentação das coleções atuais, por meio de imagens fotográficas, slides, assim como livros e programas.

No foyer do Centro Cultural São Paulo o público poderá usufruir de imagens, especialmente selecionadas, exibidas em televisões até ser conduzido para a sala onde acontecerá o encontro.

 

- Depoimento e apresentação com Sandro Borelli (Coreógrafo, professor, iluminador , fundador e diretor artístico da Cia Carne Agonizante/SP. É o atual presidente a Cooperativa Paulista de Dança)

O premiado artista cuja carreira foi, em grande medida, construída no CCSP, apresentará um trecho da coreografia Balada Virgem - Trepando com Deus, inspirado na figura de Joana D’Arc. O espetáculo se alimenta da força física, espiritual e das contradições políticas e religiosas contidas na personalidade dessa mulher. As dores, angústias, perturbações e inabalável crença dela foram transformadas em forma de uma tensão física permanente. E, por meio da dança, o bailarino traz para a cena sua energia revolucionária movida pela fé em nome de uma causa. Nessa noite assistiremos um trecho desse trabalho. 

 

26 de abril das 19h30 às 22h

Três gerações de dança com Célia Gouvêa, Angela Nolf, Helena Bastos e Raul Rachou

Célia Gouvêa com carreira sólida e premiada começa sua carreira com parcerias marcantes com Ruth Rachou e Renée Gumiel. Participou da primeira turma do Centro MUDRA de Maurice Béjart. Foi professora e/ou diretora de dezenas de artistas da dança.

Angela Nolf formada pela Escola de Dança de São Paulo é professora do Curso de Dança da UNICAMP

Helena Bastos é bailarina, coreógrafa e professora na graduação e pós-graduação do Departamento de Artes Cênicas/CAC da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Atual coordenadora pedagógica do CAC e vice-diretora do TUSP.

Raul Rachou, intérprete, criador e professor entrevistará essas artistas referenciais para refletirmos juntos sobre a história da dança paulista nas décadas de 70 a 90. Estas três artistas pertecem a três gerações distintas, mas que em comum têm uma trajetória profissional entrelaçada com a intensa programação de dança do Centro Cultural São Paulo deste período.

 

27 de abril das 17 as 19h30

Performance "Arqueologia do futuro" com Thelma Bonavita (Artista e coreógrafa. Seu trabalho autoral se dá pelo cruzamento entre coreógrafa, artes visuais e moda. Foi co-fundadora do estúdio Nova Dança, da Plataforma Desaba e do Como Clube. Atualmente vive e desenvolve trabalhos entre São Paulo e Berlim).

A ação se inicia com uma visita-experimento ao arquivo de imagens de dança do CCSP. A partir de rastros da história serão projetadas danças no presente-futuro por meio de discussões e práticas corporais. A performance ou "coreografia do futuro” será elaborada por escrito, por colagem no papel ou por movimento corporal, gerando um estudo de possibilidades de futuras composições. Um jogo imaginativo entre contextos e imagens. Arqueologia do futuro é um exercício ou ferramenta que apropria-se da história ativamente com o objetivo de obter respostas compartilhadas a problemas atuais.

 

MÊS DA DANÇA CPD

28 de abril das 14h30 às 19h

- Roda de Conversa 1 das 14h30 as 16h30: Cooperação Cultural como ato de resistência

Com: Sandro Borelli (Cooperativa Paulista de Dança); Rudifran Pompeu (Cooperativa Paulista de Teatro), Gal Martins (Fórum Permanente de Dança Contemporâneas - Corporalidades Plurais) e Helena Bastos (Movimento A Dança se Move).  

Mediação: Michele Carolina (Artista, educadora e produtora. Membro do Conselho Administrativo da Cooperativa Paulista de Dança).

- Roda de Conversa 2 das 17 as 19h : Modos de produção e criação cênica na atual conjuntura política e econômica

Com: Marcos Moraes (artista, docente, curador e produtor cultural);   Yáskara Manzini (Doutora em Artes Cênicas e Mestre em Artes pela UNICAMP, Especialista em Arte & Comunicação e Licenciada em Artes Cênicas pela Faculdade Paulista de Artes); Anelise Mayumi (especializada em dança e produções artísticas e culturais. Realiza diversas ações artísticas e formativas junto ao grupo Fragmento Urbano na Zona Leste de SP) e Vanessa Macedo (dançarina, coreógrafa e diretora da Cia Fragmento de Dança é uma das gestoras do Casulo espaço de cultura e arte)

Mediação: Paula Salles (Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUCSP. Especialista em Estudos Contemporâneos em Dança pela Universidade Federal da Bahia. Licenciada em Dança pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas)

 

 

 

 

 

 


Cooperativa Paulista de Dança
Avenida São João, 324 - 1º andar/Conj. 102
São Paulo - SP - 01036-000
Fone: (11) 3225 9585
Email: coopdanca@coopdanca.com.br
Horário de Atendimento - 2ª a 6ª das 8h às 17h

Faça parte

Junte-se a nós e faça
 parte desse universo mágico!
Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo